Total de visualizações de página

domingo, 14 de agosto de 2011

A maioria dos portadores de linfoma não sabem o que ele é

Uma pesquisa da Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale) constatou que 70% dos portadores dessas doenças demoraram mais de três meses para iniciar o tratamento. O estudo aponta, também, que estas pessoas têm poucas informações sobre a doença. A pesquisa foi realizada em 2010, através de entrevistas.

O linfoma é dividido em dois tipos: o linfoma de Hodgking e o linfoma não-Hodgking. O primeiro é mais comum em pessoas que tenham entre 25 e 30 anos de idade e o segundo em crianças. Seu principal sintoma é o inchaço indolor dos linfonodos (mais conhecido como íngua) no pescoço, nas axilas e na virilha; além desse, são comuns a febre, o suor (geralmente a noite), cansaço, dor abdominal, perda de peso, pele áspera e coceira.

O tratamento é através da quimioterapia, radioterapia e medicamentos chamados anti-corpos monoclonais. Uma outra opção é o transplante de medula óssea, porém é indicado apenas para pacientes que não respondem bem ao tratamento ou que já tem um doador.

Fonte: jb.com.br

Um comentário:

  1. Muito interessante, nem mesmo eu sabia!!!

    Parabéns pela informação

    ResponderExcluir